segunda-feira, 15 de junho de 2015

Conservatória, Te Amo

Poema de Victor S. Gomez, sem pretensão de ser poeta. A poesia é para os gênios. 


Não sou poeta, mas as vezes me atrevo a escrever o que sinto. Nada muito excepcional, apenas emoção, sentimento, sensibilidade.

Saudade
Me encontro em noites silenciosas,
vagueio solitário pelo meu quarto tentando encontrar o que perdi,
tropeço em pequenos fragmentos deixados para trás,
Que nem sei mais como são.
sem sons, sem cheiro, sem forma, sem nada.
Somente sinto o cheiro da borra na xícara de café.
Mais adiante apenas encontro algumas palavras que chegam devagar e crescem em meio a escuridão.
Quisera saber clamar, ter a fluidez e a calma dos poetas de minha terra...
Só assim teria sabedoria para organizar todas essas palavras em versos.
Victor S. Gomez


Conservatória Cidade da Seresta - Valença - RJ
Quem ama Conservatória compartilha!

Visite nossa página no Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Curso Online de casa de Máquinas e Piscina