quinta-feira, 7 de maio de 2015

Conservatória sem música?

O que seria de Conservatória Cidade da Seresta sem música?

Dá para imaginar algo assim?

E o seu comercio, que depende tanto do turismo, o que faram os empresários se isso acontecesse?

E o carnaval, como seria? E as serestas? E os seresteiros?

O turismo minguaria, nada se veria em suas ruas. Talvez esse pacato distrito de Valença se transformasse em um vilarejo fantasma. E os fantasmas chorariam com certeza.

Alguns diriam que seria melhor, mais sossego em nosso município. Mas acho que se enganam. Milhares de empregos diretos e indiretos acabariam. Mas isso é importante? E as pessoas que se conheceram por aqui? E os grandes amores? E as grandes amizades que se formaram? Triste fim para um lugar que é cantado e deixa encantado a todos que o visitam. 

Vamos torcer para que tudo se resolva, e que essa insanidade seja apenas algo passageiro, que acredito tenha surgido apenas para unir mais as pessoas em torno desse pedacinho do céu.

Veja no site do Jornal O Dia tudo sobre a cobrança louca do ECAD, sobre TVs ligadas nas pousadas de Conservatória

0 comentários:

Postar um comentário

Curso Online de casa de Máquinas e Piscina